Mulheres defendem debate inclusivo para resolução dos problemas

6 de noviembre de 2013

As participantes do 1º encontro de mulheres líderes, realizado na província do Huambo recomedaram o envolvimento de homens decisores, nos fóruns promovidos por mulheres, a fim de vivenciarem os problemas que as afecta e assim influenciar na elaboração de programas e políticas a favor das mulheres.

Esta recomendação consta do documento final produzido pelas 47 mulheres, participantes do encontro realizado entre os dias 12 e 13 de Setembro, no auditório da rádio Huambo.

As participantes exigem ainda, políticas igualitárias que brindam o acesso ao emprego, tanto para homens como para mulheres e que estes empregos sejam decentes , justos sem diferença por causa do sexo. Igualmente foi proposto, a capacitação de mulheres, de modo a dotar-las de ferramentas que permitam o seu desenvolvimento profissional e pessoal.

Consta ainda das recomendações, a necessidade de um maior envolvimento das Organizações da Sociedade Civil, das instituições religiosas e famílias na sensibilização para mudança de consciência nos assuntos sobre igualdade de género.

A conferência foi uma organização da ADRA, Fórum de Mulheres Jornalistas paa Igualdade no Género , IEPALA , apoiado pela Direcção provincial da Familia e Promoção da Mulher e da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento.

O mesmo teve como objectivo, aumentar a capacidade das mulheres para identificar os problemas a elas relacionados e as leis que as protege, e sensibiliza-las para melhorar as estratégias de acção em prol da igualdade do género.

Publicado: Fórum de Mulheres Jornalistas para a Iguadade no Género