Angola lidera formação sobre direitos humanos

19 de agosto de 2013

Angola é o primeiro país de África a beneficiar de formação de alto nível sobre os Direitos Humanos, informou ontem à imprensa o professor Jesus Lima Torrado, da Universidade de Filosofia de Direito e Política da Universidade Complutense de Madrid. Escrito por Edna Dala e publicado por Jornal de Angola

Jesus Lima Torrado falou à imprensa no fim de um encontro com o secretário de Estado para os Direitos Humanos, António Bento Bembe. O professor considerou que médio e longo prazo o plano de educação sobre os direitos humanos vai fazer parte da educação primária, secundária e universitária de Angola.

O professor considerou a acção de formação importante porque pode ter repercussões em Angola e em todos os países que virem os resultados positivos no processo de educação angolano. Jesus Lima Torrado sublinhou que é importante que a nível da União Africana Angola seja líder entre outros países mais avançados, na política de Estado e na sociedade civil de modo a criar uma cultura dos direitos humanos. “É importante que haja vontade política e um compromisso com os Direitos Humanos potenciando toda sociedade angolana e todos os que nela estão incluídos de formas a reflectirem e reproduzirem modelos e a cultura dos Direitos Humanos”.

A responsável da Unidade de Género e Direitos Humanos do Departamento de Educação para o desenvolvimento (IEPALA) Sandra Astete Muñoz explicou que a delegação veio a convite do secretário de Estado para um plano de formação de 15 meses para técnicos da Secretaria de Estado, do Ministério da Justiça e outros ministérios para o alargamento das bases dos Direitos Humanos para as administrações publicas. Sandra Astete Muñoz realçou que é importante o compromisso político entre o Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos quanto às políticas públicas para a sua aplicação nas instituições.

O secretário de Estado para os Direitos Humanos, Bento Bembe, disse que Angola tem os Direitos Humanos como base da nação e por isso “antes de tudo devem ser compreendidos”. O secretário de Estado Bento Bembe disse que “os direitos humanos são a própria natureza e estão consagrados na Constituição como caminho de orientação em todas as acções”. Os direitos humanos, disse o secretário de Estado, “são o fundamento da cultura angolana”.